Procurar no site


Contacto

PRIMEIROS SINTOMAS
CAL - Centro de Artes de Lisboa
R. santa Engrácia 12A, 1170-333 Lisboa

(+351) 915 078 572

E-mail: primeiros-sintomas@primeiros-sintomas.com

PARTES DO RETRATO SOBRE PAPEL

PARTES DO RETRATO SOBRE PAPEL

 

 

 

Inauguração: 18 Setembro, às 19h00

18 - 27 SET. | QUI. a SÁB. | 19H – 22H

 

Com base na obra, O Retrato de Dorian Gray, encenada por Bruno Bravo e com imagens de Eduardo Breda, José Grazina apresenta nos Primeiros Sintomas, uma exposição de desenhos e desenhos aguados sobre papel, no dia 18 de Setembro de 2014 às 21 horas.

 

José Grazina nasceu em Redondo em 1964. Frequentou os Cursos de Artes Visuais na Escola António Arroio, pintura no A.R.C.O, desenho e pintura na Sociedade Nacional de Belas Artes e o curso de monitores de Expressão Dramática na Fundação Calouste Gulbenkian. 1º Prémio de Pintura, com a obra “Transfiguração II“, I Bienal da Nazaré - Prémio Thomas de Mello, 1999. Menção Honrosa em desenho, Centro Cultural da Nazaré, 2000. Membro do Júri da I e III Exposição Colectiva, Artistas Plástico da Nazaré. Orientou um Whorkshop na Fundação Oriente com colaboração da Galeria 57, em Macau. Criou em 2002 para a Companhia Nacional de Bailado a cenografia do bailado “Who Cares?” de George Balanchine. Em 2006, recuperou o cenário, figurinos e adereços para o Bailado "A Sagração da Primavera" Igor Stravinsky, para a Companhia Nacional de Bailado. Em 2012 Apartado 147, Lx, cartas de Fernando Pessoa a Ophélia Queiroz, direcção de Paulo Pinto, com Pedro Lacerda, Paulo Pinto, em colaboração com os Primeiros Sintomas, em 2013, a partir da obra de Georg Bucher, Lenz, é apresentado na ZDB uma criação do actor Pedro Lacerda, proposta para um actor e um pintor. Em 2014 integra o projecto, Noite da Literatura Europeia a convite do actor Ulisses Bravo Ceia e o Goethe-Institut Portugal. Está representado em colecções públicas e privadas, expõe com regularidade desde 1989.